top of page

O "Show de Trumnan" do Risco e da Manipulação.

Uma inflação de informações e de pessoas em alto risco.

Quando você sai às ruas, você é controlado por câmeras. Até mesmo num momento anteriormente considerado "off-line" você está on-line.


No filme "O Show de Trumnan" e e na época em que foi lançado, a tal situação era considerada surreal e hoje surreal é não estão dentro de uma bolha fazendo roboticamente tudo o que todos fazem, mas nem sempre é a realidade em que se vive.


A Sinopse do filme é resumida a história cotidiana de um pacato vendedor de seguros que leva uma vida simples com sua esposa e quando "algumas coisas" ao seu redor fazem com que ele passe a estranhar sua cidade, seus supostos amigos e até sua mulher.


Ele descobre que desde o seu nascimento ele é monitorado e colocado numa cidade cenográfica na que existe em sua função e onde toda a sua vida foi monitorada por câmeras e transmitida em rede nacional. Truman não sabe que está vivendo numa realidade simulada por um programa da televisão, transmitido 24 horas por dia para bilhões de pessoas ao redor do mundo.


Numa comparação rápida e prática com este filme, no caso as câmeras são o seu celular literalmente monitorando tudo que você faz a partir do momento em que compartilha, seja em aplicativos de mensagens instantâneas ou rede social. Check ins, postagens, comentários, "curtidas", tudo é monitorado e utilizado para lhe manter na rede.


Faça uma experiência em ler as suas atividades nas redes sociais por 18 meses e entenda o dossiê que você deixa de si mesmo e da sua vida para ser vendido, e no caso consentido porque aceitou os termos de uso da plataforma e na qual a maioria das pessoas nem sempre lê.


Esse filme é uma reflexão de vida no tocante ao fato de ser, estar, consumir e ser manipulado. Eu sou o que sou ou o que querem?! Para as redes sociais estarem ativas elas precisam de patrocínio e para que isso ocorra as empresas precisam entender que existem pessoas e potenciais consumidores dentro desta rede.


A rede social digital mais utilizada hoje é o Instagram que foi elaborado em especial para postagem de fotos com textos e originalmente sendo as legendas junto das fotos com filtros irresistíveis e quando esse momento se torna irresistível, a sua vontade também.


Sendo essa plataforma integrante do WhatsApp e FaceBook também, o "trio", ela tende a fazer com que você post a sua vida pessoal e íntima e também "momentos íntimos", já que falamos de fotos e opções técnológicas, de filtros e de montagens atrativas.


A estratégia de mercado (marketing) para as ações em celular, é notoriamente o chamado "marketing de proximidade". Proximidade porque o celular é quase um pedaço do corpo para algumas pessoas e não somente um uso necessário de comunicação à distância. Reflitam sobre este termo " marketing de proximidade". Proximidade lembra intimidade...


A rede social existe para lhe manter dentro dela e atualmente inflacionada de pessoas, pagamentos de publicidade (impulsionamento técnico de conteúdo pelo negócio do tráfego pago) o preço para aparecer para o público alvo de empresas é caro.


A grande questão é que ninguém faz a conferência do que o Instagram mostra ou entrega a você que usa a plataforma, seja empresa ou pessoas física. Ele mostra o que ele imagina que queria ver para prender a sua atenção, seja na forma de conteúdo impulsionado e pago ou na forma de publicações de conexões que possam lhe prender com audiência de horas na rede.


Isso é, atualmente, um bom negócio para quem vende e não para quem consome ou se expõe com informações sensíveis e pessoais.


Reparem que ele lhe mostra apenas as publicações de pessoas que costuma interargir. Isso é manipular uma interação.


A informação é o produto mais valioso do mundo. No caso das redes sociais as pessoas se qualificam (identidade, rotina e vontades) de forma nem sempre perceptível e deixam a sua marca e os seus rastros de uso para os algoritimos da ciência destas redes entenderem o que você é, quem você é o que pretende, aonde estão e até mesmo o que "pensam". Em alguns casos conseguem te manipular com informações inseridas de forma proposital, pois sabem até quais são os seus limites e gatilhos.


O filme, Truman começa a suspeitar de tudo o que ocorre ao seu redor, e embarca em uma busca para descobrir a verdade sobre sua vida. E quando descobre estoura a "bolha", no caso o cenário. Faça a mesma coisa, se conseguir.


Quando o produto é gratuito, na verdade você e as suas informações e qualificações são o produto. Nada é gratuito, nem antes, nem hoje e não será nunca.


#PenseDigital , interaja com cautela e consciência.


Créditos e informações sobre o filme: Lançado em 30 de outubro de 1998; na categoria de drama e comédia e com a direção de Peter Weir e roteiro Andrew Niccol Elenco. Ator principal; Jim Carrey.

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page